Follow us on Facebook Follow us on Twitter
#RioOccupationLdn

Emanuel Aragão

by thiago.jesus on July 06, 2012

Theatre Director, Actor, Playwright and Filmmaker. In 2007, Emanuel founded the theatre group Cia das Inutilezas, in which he performed Meu Avesso É Mais Visível que um Poste, Naotemnemnome, 24por1, acaixa - processo de construção and Um Homem e Três Janelas, always as director and playwright. He directed the short film Só Minha Hora Deus Sabe, and co-wrote and starred in the short film Só Mais um Filme de Amor, for which he won a Best Actor award at the Brazilian Film Festival in Brasília. Aragão collaborated with artist Jefferson Miranda in Série 21 and was part of the cast of the national tour of the performance Nu de Mim Mesmo, by the Cia de Teatro Autônomo. He was also a playwright for Antônio Karnewale’s Susuné, Contos de Mulheres Negras. Last November he released his first novel – Reflexão a Respeito do Vaso. He is a columnist and co-founder of online magazine Platypus. Aragão is currently directing his first feature film – O Dia Vai Morrer Aberto em Mim – and is working as a playwright for the new show by the Guimarães Brothers – Nada. He has a new show with Cia das Inutilezas – Tragédia –, as well as preparing a new novel – O Sol. In 2013, he will take up a residency in Lisbon with the performance naotemnemnome.

Emanuel's project is based on a few premises: it is a piece that is in fact a party that is in fact a piece; actors and audience are mixed and no one knows who is who; some have a role, others do not, while others are indeed being who they are in daily life. The difference between the actor and non-actor is having or not a role in the narrative and that is what creates the characters. Everything happens on stage. Anyone who might just want to watch can sit in the audience. With a script in hand in order to know what is happening, the part of the audience members is to place an order to the events, to make sense of the narrative. There is music, drinks, food and people dance and chat. Through it all, a story unfolds.

Host Institution: The Albany Theatre

 

Diretor de teatro, ator, dramaturgo e cineasta. Em 2007, Emanuel fundou a Cia das Inutilezas, na qual atuou em Meu Avesso É Mais Visível que um Poste, Naotemnemnome, 24por1, a caixa - processo de construção e Um Homem e Três Janelas, na qual também trabalhou como diretor e dramaturgo. Dirigiu o curta Só Minha Hora Deus Sabe e co-escreveu e estrelou o curta Só Mais um Filme de Amor, pelo qual ganhou o prêmio de melhor ator no Festival de Brasília. Aragão colaborou com o artista Jefferson Miranda na Série 21 e foi parte do elenco da excursão nacional de Nu de Mim Mesmo, da Cia de Teatro Autônomo. Foi também um dos dramaturgos da peça de Antônio Karnewale, Susuné, Contos de Mulheres Negras. Em novembro passado, lançou seu primeiro romance – Reflexão a Respeito do Vaso. É colunista e co-fundador da revista online Platypus. Aragão está atualmente dirigindo seu primeiro longa, O Dia Vai Morrer Aberto em Mim, é dramaturgo do novo espetáculo dos Irmãos Guimarães, Nada, e de seu novo trabalho com a Cia das Inutilezas, Tragédia, e está preparando um novo romance , O Sol. Em 2013, fará residência em Lisboa com o espetáculo naotemnemnome.

O projeto de Emanuel parte de alguns pressupostos: é uma peça que é de fato uma festa que de fato é uma peça; os atores e público estão misturados e ninguém sabe quem é quem. Alguns têm uma função, outros não; e outros são de fato quem eles são na vida. A diferença entre o ator e o não-ator é ter ou não ter um papel na narrativa e é isso que cria os personagens. Tudo acontece no palco. Qualquer um que só queira assistir pode sentar na plateia. Tem música, bebida, comida e pessoas dançam e falam coisas. Em meio a isso, uma história acontece.

Instituição anfitriã: The Albany Theatre.


There are no comments or ratings for this product entry yet.

Dynamic Layout